ADM & MKT

ADMINISTRAÇÃO & MARKETING

Reproduzo aqui apenas o primeiro parágrafo. Clique no título para acessar o texto integral.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------


ABERTURA DO SEMINÁRIO PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS - 15-08-1990


Collor teve o mérito de promover discussões sobre temas que até então vinham sendo evitados. Um deles foi o da participação dos empregados nos lucros das empresas. Este tema foi fortemente presente em minha vida profissional e, por esta razão, fiz da Altermark um laboratório, chegando até a promover um seminário no Copacabana Palace. No link do título desta nota está o texto que li na abertura do evento.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------

TRAUMA DE JUVENTUDE - 01-09-1995

Muito prazer. Meu nome é Paulo Vogel, sou publicitário, já fui empresário, hoje me dedico à consultoria nas áreas de administração e marketing, e, desde que me entendo por gente, sou um insatisfeito. Acho que já nasci insatisfeito. Tem gente que acredita ser hereditário, o que não duvido porque, enquanto a maioria das pessoas nasce num prazo de 9 meses (ou até menos), eu tive de ser tirado a forceps da barriga de minha mãe um pouco antes de completar 10 meses de gestação. Mas isso é só uma brincadeira para relaxar a tensão inicial que me assola. A minha infância até que foi bem feliz, como deve ter sido a de todos aqui, fora alguns puxões de orelha, uns beliscões, umas palmadas e alguns castigos. Nossos problemas só começam na adolescência. Aos 14 anos já procurava na fumaça do cigarro o segredo da vida. Há 3 anos larguei do vício, mas não da procura. É por causa dela que estou aqui.



------------------------------------------------------------------------------------------------------------
MARCA É IGUAL A SABONETE - 07-08-2000

Um dos assuntos do momento é sobre a importância da escolha de um nome para seu negócio, virtual ou não. A questão está por todos os lados. Dia desses, alguém postou em uma lista de marketing, mensagem pedindo orientação sobre técnicas para determinar tal escolha. E tenho a impressão de que todas as revistas, nos últimos 3 meses, publicaram pelo menos um artigo com alguma teoria sobre a importância da escolha do nome da sua empresa. Não os li, mas, provavelmente, todos cometendo o mesmo erro. Confundindo nome com marca.


A Diferença é a Preposição - 10-01-2007

As consequências de nossas experiências são gravadas na memória junto com as causas que a precederam, mas nem sempre estas causas são reconhecidas corretamente. Por exemplo, peguei uma gripe, tomei vitamina C e fiquei na cama por 2 dias. Para a maioria, a vitamina C foi a causa da cura, mas os médicos dizem que foi a cama, ou melhor, o tempo dado para o organismo reagir. O preconceito tem muita relação com esse mecanismo. À nossa frente um motorista comete uma barbeiragem e imediatamente exclamamos que “só pode ser mulher”. E vamos continuar a fazer esta relação mesmo depois de descobrir que era um homem ao volante. Na vida profissional as conseqüências desta postura podem ser catastróficas e afetam indistintamente subordinados, superiores, a imagem da empresa e os lucros.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ADMINISTRAR A EXCEÇÃO - 01-09-2003

Da formação em administração, herdei quase nada. Todos os cursos, todas as matérias, toda a bibliografia, todos os “cases”, se referiam às grandes e médias empresas, apesar de a maioria absoluta ser composta de micros e pequenas (até 100 funcionários). Estudei Matemática Financeira com suas chatíssimas fórmulas, mas fiquei sem saber nada sobre como renegociar uma dívida. Estudei Psicologia Aplicada, mas me formei sem saber como me portar em uma entrevista com um des/interessado empregador. Freqüentei aulas de Sociologia, e nada sobre o jogo de uma negociação trabalhista. Me obrigaram a ler volumosos livros em Economia, mas terminei o curso sem saber usar um fluxo de caixa como ferramenta gerencial. Estudei Contabilidade, mas a duplicata permaneceu indecifrável até que precisei emitir uma. (...)


------------------------------------------------------------------------------------------------------------

HANSENIASE EMPRESARIAL - 15-11-2005

Um dos estágios sintomáticos da Hanseníase é a insensibilidade, primeiro à dor e, na evolução, ao tato. A sensação de anestesia é consequência da destruição de pequenos nervos responsáveis por transmitir ao cérebro informações importantes para o indivíduo se relacionar com o ambiente. A transmissão da Hanseníase se dá por bacilos (bacilos de Hansen) adquiridos por contato prolongado. Ela tem cura, mas o tratamento não pode ser interrompido e é de longo prazo e, mesmo assim, há um índice de 2% de recidiva.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

RECEITA QUE VISA PERDER CLIENTE - 18-11-2005

1)     Estabeleça uma anuidade compatível com os interesses das viúvas (americanas, na maioria) acionistas da “corporation”.


    2)     Não faça propaganda institucional para destruir sua imagem. É fato comprovado que quanto mais você anuncia mais propaga seus maus serviços. Mas as viúvas não  gostam da palavra gasto, quer dizer, “expenses”.  O melhor é deixar o “boca-a-boca” funcionar. Demora mais, mas é eficiente e não custa nada.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião. Discorde, concorde, acrescente, aponte algum erro de informação. Participe deste blog.

Obrigado.